Domingo, 23 de Junho de 2024

O BOOM DA NOTÍCIA Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 09:01 - A | A

Segunda-feira, 27 de Maio de 2024, 09h:01 - A | A

CULTURA

Vlademir Reis abre inscrição para oficinas gratuitas de dança do lambadão

O Bom da Notícia/com assessoria

Empenhado em contribuir com a popularização do lambadão, o professor e educador Vlademir Reis lança duas novas formações. Moradores do Jardim Brasil e Pedra 90, além da vizinhança, terão a oportunidade de aprender a dançar o lambadão em oficina gratuita. As inscrições podem ser realizadas via formulário online, até o dia 2 de junho.  

A partir do dia 3 de junho, por 16 segundas-feiras seguidas, Vlademir estará a postos na sede da Associação Política Jovem, do Pedra 90, para atender os interessados em aprender passos e movimentos-base do lambadão. O mesmo número de aulas será ofertado no Centro Comunitário do Jardim Brasil, a partir do dia 7 de junho, sempre às sextas-feiras, das 19h30 às 21h30.

O projeto “Aprenda a dançar o lambadão” foi selecionado no edital Viver Cultura, do Governo de Mato Grosso, via Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT). A realização é da Associação Mato-grossense de Cultura (AMC), com apoio do Instituto Digoreste.Vlademir conta que o ciclo encerra com apresentação dos alunos, aberta ao público. O professor destaca que além do lambadão, o pacote inclui dicas para dançar lambadinha, carimbó cuiabano e lambazouk,“A gente começa com aulas teóricas pela história do lambadão e suas vertentes, como primeiro passo dessa imersão. Então, trabalharemos a educação corporal, exercícios de preparação do corpo e técnicas de memorização coreográfica. E na sequência, compartilho bases dos movimentos, giros de corpo e giros acrobáticos”, explica.

A atividade é voltada para iniciantes que querem alcançar níveis intermediários e avançado, para dançarem sozinhos ou em par. Um dos protagonistas do movimento do lambadão, o professor avalia que as oficinas servem de estímulo para o surgimento de profissionais da dança, mas que acima de tudo, as atividades são uma alternativa divertida para cuidar da mente e do corpo. 

“E a minha meta, ao desenvolver iniciativas que exaltam a arte da dança do lambadão, é de garantir o acesso a atividades culturais, a pessoas que vivem em locais com pouca oferta de ações desse tipo. Tem tantos pontos positivos que incluo ainda a formação e/ou ampliação de plateia para o lambadão”.Vlademir Reis realiza oficinas gratuitas desde 2007 e estima que desde então, formou mais de 1.500 alunos, com turmas que chegaram a reunir até 70 pessoas.