Sexta-feira, 12 de Julho de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 29 de Agosto de 2023, 17:56 - A | A

Terça-feira, 29 de Agosto de 2023, 17h:56 - A | A

EM CUIABÁ

Polícia Civil cumpre prisão de líder de associação criminosa especializada em roubos de veículos

Preso em 2021 na Operação Imperial, o investigado foi colocado em prisão domiciliar para tratamento de saúde

Da Redação do O Bom da Notícia/Com Assessoria

Um criminoso, apontado como líder de uma organização criminosa envolvida em crimes de roubo e adulteração de veículos, teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, nesta terça-feira (29), em ação realizada pelos policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos (DERFVA).

O investigado é um dos alvos da Operação Imperial, deflagrada pela DERFVA em agosto de 2021, ocasião em que foi preso por mandado de prisão preventiva, porém no início do mês de agosto deste ano, recebeu o benefício de prisão domiciliar para tratamento de saúde.

A nova ordem de prisão preventiva contra o investigado foi expedida pelo juízo da Sétima Vara Criminal de Cuiabá, que entendeu que ele não estava cumprindo as obrigações impostas para o benefício da prisão domiciliar.

Assim que recebeu a comunicação da expedição do novo mandado, os policiais da DERFVA realizaram diligências, conseguindo efetuar a prisão do criminoso, em um condomínio no bairro Jardim Califórnia em Cuiabá. Ele foi encaminhado para DERFVA para as providências cabíveis, sendo posteriormente colocado à disposição da Justiça.

Operação Imperial

Deflagrada em agosto de 2021, pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERFVA), a Operação Imperial, em sua primeira fase deu cumprimento a 55 ordens judiciais contra uma organização criminosa estruturada para prática de crimes de roubo e adulteração de veículos.

O grupo criminoso também atuava em outros crimes correlatos como tráfico de drogas na modalidade escambo  (troca de veículos, objetos de roubo/furto por entorpecentes), receptação, uso de documentos falsos, falsidade ideológica, estelionato, lavagem de capitais e outros.

Na primeira fase, os trabalhos resultaram em 10 pessoas presas, apreensão de 23 carros, quatro motocicletas e um jet ski, além de cheques, valores sequestrados, seis armas de fogo, além de quatro flagrantes dos crimes de posse ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas e corrupção de menores.

No mês de outubro de 2021, foi deflagrada mais uma fase da operação, ocasião em que foram cumpridas mais 19 ordens judiciais contra o grupo criminoso.