Quarta-feira, 24 de Julho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Segunda-feira, 05 de Junho de 2023, 12:32 - A | A

Segunda-feira, 05 de Junho de 2023, 12h:32 - A | A

'Congresso é liberal e conservador', diz Lira após reunião com Lula

Política Nacional

Arthur Lira
Reprodução: Agência Brasil

Arthur Lira

Após reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) , afirmou nesta segunda-feira (5) que "o Congresso é liberal" e que a articulação do governo "precisa estar mais atenta".

“O Congresso não é um Congresso que foi eleito progressista de esquerda. É um Congresso reformador, liberal, conversador, que tem posicionamentos próprios”, disse Lira.

Segundo o presidente da Câmara, Lula tem cuidado de projetos de interesse do governo pessoalmente, apesar das críticas.

“Nós sabemos que a dinâmica hoje é outra. Através das redes sociais, os parlamentares sofrem influência direta dos seus eleitores. A realidade fática de um Congresso de hoje não é igual ao de um Congresso de 20 anos atrás”, afirmou o deputado.

“O governo precisa se mobilizar, a articulação precisa estar mais atenta e eu penso que dentre todas essas articulações o governo vai, a partir de hoje, com a participação do presidente Lula, ter uma participação mais efetiva na construção dessa base mais sólida”, acrescentou.

Ele afirmou também que líderes partidários devem se reunir com Lula ainda nesta segunda debater a articulação do governo.

Lula e Lira se encontraram na manhã de hoje. O deputado chegou no Palácio do Alvorada às 8h20 e deixou o local às 9h20.

A reunião, que não estava na agenda oficial de Lula e Lira até as 9h30, acontece após a aprovação da medida provisória que reestrutura os ministérios do governo na Câmara dos Deputados. Na semana passada, 337 deputados foram favoráveis a proposta e outros 125 foram contrários.

Antes da votação, Lira criticou o governo e disse que houve uma “insatisfação generalizada” dos deputados.

“Não há achaque, não há pedidos, não há novas ações, o que há é uma insatisfação generalizada dos deputados e, talvez, dos senadores com a falta de articulação do governo, e não de um ou outro ministro”, disse Lira em entrevista à imprensa na semana passada.

Após a votação da MP, o presidente da Câmara afirmou que o governo "terá que andar com suas pernas" a partir de agora.

"Importante que se diga, deixe claro, que daqui pra frente, governo vai ter que andar com suas pernas. Não haverá nenhum tipo de sacrifício", afirmou o presidente da Câmara ao deixar o Congresso.

Entre no canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG.

Fonte: Política Nacional