Sábado, 18 de Maio de 2024

POLÍTICA NACIONAL Sexta-feira, 18 de Novembro de 2022, 18:32 - A | A

Sexta-feira, 18 de Novembro de 2022, 18h:32 - A | A

Possível indicação de Mário Frias para Cultura em SP gera revolta

Política Nacional

Mario Frias, ex-ator da Globo e cotado para o governo Tarcísio, em São Paulo
IstoÉ - 18.11.2022

Mario Frias, ex-ator da Globo e cotado para o governo Tarcísio, em São Paulo

O nome de Mário Frias tem sido alvo de críticas negativas nos últimos dias, após ser cotado para assumir a C ultura no estado de São Paulo. A repercussão veio após a notícia que o governador eleito,  Tarcísio  de Freitas (Republicanos) , estaria cogitando a entrada de apoiadores  de  Jair Bolsonaro (PL) para assumir pastas no  governo paulista

Dentre os nomes levantados por  Tarcísio , estão o da deputada federal Rosana Valle (PL) para a área de portos, do deputado federal Capitão Derrite (PL) para comandar a Secertaria de Segurança Pública, o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles na mesma pasta que já trabalhava no governo Bolsonaro, e do ex-secretário da  Cultura Mário Frias


O nome de  Frias gerou revolta principalmente na classe artística, que promoveu um abaixo-assinado para que o ex-ator e ex-secretário não assumisse o cargo. Nas redes sociais, o hashtag "#MarioFrias" ficou nos assuntos mais comentados desta sexta-feira (18). 

Internautas criticaram a eleição de  Tarcísio e a possível  nomeação de Frias nas publicações. Confira algumas:

Revolta artística e abaixo-assinado

Com a notícia, a classe artística lançou um  abaixo-assinado  intitulada "Não queremos o Mário Frias na cultura de São Paulo". Até o momento, a petição conta com cerca de 6.000 assinaturas, visando alcançar 7.500.

No documento, eles dizem que "isso seria uma desgraça para a Cultura Paulista". Além disso, reafirma que o ex-secretário "não é respeitado na área cultural e trará para o estado a política de destruição do setor implementada por Jair Bolsonaro", reafirmando que " Mario Frias não pode assumir este importante cargo no Estado de São Paulo!"

Fonte: IG Política