Terça-feira, 16 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 07 de Agosto de 2023, 17:10 - A | A

Segunda-feira, 07 de Agosto de 2023, 17h:10 - A | A

E REFUTA CRÍTICAS

Coronel Fernanda nega disputa à Prefeitura de VG mas admite que 'gosta de ser desafiada'

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

Em entrevista à Rádio Cultura nesta segunda-feira (7), a deputada federal Coronel Fernanda (PL ) negou a intenção de disputar a Prefeitura de Várzea Grande, em 2024, mas anunciou que será a presidente do diretório municipal.

“A gente está trabalhando num projeto do presidente Bolsonaro de fazer esse movimento dentro do Estado, para que o PL cresça. Agora eu posso dizer que o meu domicílio eleitoral vai ser mudado para Várzea Grande porque eu vou assumiu diretório lá e com isso o meu domicílio eleitoral precisa estar naquela cidade e a gente tem que estar trabalhando nesse sentido”, disse.

Ao ainda refutar críticas recebidas do cacique político do União Brasil, o deputado estadual Júlio Campos, por boatos que circularam na semana passada que a parlamentar estaria trocando seu domicílio eleitoral, de olho em 'peitar' uma candidatura ano que vem pelo comando da Palácio Couto Magalhães.

Campos chegou a revelar que Várzea Grande como os judeus, onde quer que estejam no mundo, se veeem como uma nação, assim uma decisão da Coronel Fernanda em disputar a prefeitura seria uma 'enorme perda de tempo, pois só os só os várzea-grandenses decidem sobre a política no município. E que ela poderia, à exemplo do deputado federal Emanuelzinho que disputou a prefeitura da cidade, em 2020, amargar um terceiro lugar como ele.

"Adoro ser desafiada, ninguém joga pedra em árvore que não dá fruto. Ninguém mexe em quem não possa ter solução, vejo que o deputado Júlio Campos reconhece a capacidade da Coronel. O senhor só crítica quem pode ser adversário político, me respeitem, não cheguei onde cheguei à toa".

Ao ainda revelar que não sabe de onde teriam saído as informações sobre esta suposta disputa. "Eu não sei de onde saiu essa conversa de candidatura. Meu nome está posto ao partido e meu objetivo é esse. Não me coloquei candidata em momento nenhum, até mesmo porque o meu projeto em Várzea Grande é fazer o PL ficar forte”, disse.

Ao ainda reiterar decisão da legenda, em Mato Grosso, de fortalecer os diretórios em Mato Grosso.

“Nós precisamos fortalecer os diretórios municipais para que no ano que vem tenhamos candidatos a prefeito vice e vereadores. Assim, sairmos mais fortalecidos do que já estamos, até de olho em 2026”, finalizou.