Sábado, 22 de Junho de 2024

POLÍTICA Sábado, 03 de Outubro de 2020, 09:01 - A | A

Sábado, 03 de Outubro de 2020, 09h:01 - A | A

ELEIÇÕES 2020

Gisela diz que quer substituir cargos comissionados com concurso e chamar nomes do cadastro reserva da educação

Rafael Martins/O Bom da Notícia

O Bom da Notícia

eleições 2020

 

Candidata à Prefeitura de Cuiabá, Gisela Simona (PROS) assegura que sua chapa defende a realização de concurso público.

Em live na internet, Gisela disse que a área que mais precisa deste processo seletivo é a saúde.

“Hoje a máquina da prefeitura tem mais de 20 mil servidores. Destes, mais da metade, ou seja, mais de 11 mil, estão entre contratados e comissionados. Dentro desse grupo acreditamos que é possível você substituir e fazer o concurso público. Eu vejo, principalmente na questão da saúde, que esta é a área hoje que mais precisa de um concurso público, [porque é] onde nós temos um número muito grande de terceirizados”, afirmou.

Em seu programa de governo, protocolizado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Gisela cita: “Concurso para profissionais da Atenção Básica, agentes comunitários de saúde, agentes de combate a endemias, médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e de saúde bucal, acabando com o atual regime de contratos precários, que é mais caro e não supre a demanda de profissionais para o atendimento à população”.

Também está especificada a realização de concurso na atenção secundária, em especial para Psicóloga, Assistente Social, Psiquiatra e Técnicos, estudo de viabilidade de novo concurso público na rede pública de ensino municipal e concurso para cargos da Secretaria Municipal da Cultura.

A candidata ainda afirma a intenção de convocar os aprovados no último concurso da Educação, que estão no cadastro reserva. “Quando eu defendo o concurso público é exatamente para você poder capacitar esse trabalhador. Capacitar porque se você faz o contrato, e muitas vezes, como na educação, ano a ano você renova esse contrato, você acaba não tendo como fazer uma formação continuada desse servidor. Para que isso aconteça eu vejo a importância do concurso público e ter esse professor, de fato, qualificado, apto pra prestar o serviço, e não você estar contratado na Prefeitura, muitas vezes, porque você é amigo de alguém que te indicou e está ali fazendo o serviço”, finalizou.