Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

POLÍTICA Sábado, 29 de Julho de 2023, 08:09 - A | A

Sábado, 29 de Julho de 2023, 08h:09 - A | A

TROCA DE MODAL

Mendes promete chamar a polícia para quem tentar impedir a realização das obras do BRT em Cuiabá

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

O governador Mauro Mendes (UB) prometeu chamar a polícia caso as equipes de implantação do BRT, em Cuiabá, sejam impedidas de trabalhar. O comentário ocorreu nesta terça-feira (25) durante entrevista à Rádio Capital.

“Nós já tivemos esse problema no passado aqui em Cuiabá mais isso já foi superado. E agora se alguém for tentar barrar as equipes de trabalhar nós vamos chamar a polícia e mandar prender. Simples assim”, disse o governador.

As obras da implantação do BRT estão a pleno vapor em Várzea Grande, mas por conta das rusgas políticas e as trocas de farpas entre o prefeito de Cuiabá,  emedebista, Emanuel Pinheiro, e o governador, as obras na capital do modal não começaram. Sob o argumento de Pinheiro que lutará até o fim pela implantação do VLT na capital.

Contudo, em 2017, houve a garantia ao Governo e Mato Grosso pela substituição do modal de transporte intermunicipal entre Cuiabá e Várzea Grande, uma vez que o contrato com o Consórcio VLT foi rescindido, com ratificação da rescisão contratual pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), em 2019. Apesar das longas lutas judiciais.

Assim, Mendes opta pela explicação que as obras do BRT não começaram em Cuiabá por conta de alguns problemas no projeto e descarta qualquer interferência de Pinheiro no processo.

“Está tudo certo para começar. Houveram alguns problemas na aprovação dos projetos entre a Sinfra e o consórcio. Nossos técnicos estão muito rigorosos para aquilo que estabelece o edital, mas parece que já foram sanadas essas dúvidas e está pronto para começar. Não tem absolutamente nada a ver com o prefeito”, explicou.

O BRT

Nas obras da implantação do BRTestão previstas a construção de 46 estações, de um terminal na região do Coxipó e outro no CPA, e a reconstrução do Terminal André Maggi, em Várzea Grande.

Será construído ainda um viaduto para passagem do BRT na rotatória das avenidas Fernando Corrêa da Costa e Beira Rio, de uma nova ponte sobre o Rio Coxipó, a criação de um parque linear na Avenida do CPA, a requalificação do Largo do Rosário e demais adequações no trânsito.

O BRT tem projeto de investimento previsto de R$ 468 milhões.