Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

POLÍTICA Domingo, 18 de Dezembro de 2022, 12:31 - A | A

Domingo, 18 de Dezembro de 2022, 12h:31 - A | A

EM CASA

Virginia recebe alta médica e agradece carinho e orações

Luciana Nunes/ O Bom da Notícia

A primeira- dama Virginia Mendes recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Femina, no início da noite deste sábado (17) e segue em casa sob cuidados médicos. Em seu perfil no Instagram ela agradeceu as orações.

“As orações me dão muita força, todo o carinho tem sido muito importante para minha recuperação. Um agradecimento especial ao meu esposo, que não mede esforços para estar o máximo que pode ao meu lado, meu filhos Luis, Maria Luiza  e Ana que mesmo de longe está o tempo todo me dando forças, e minha irmã do coração Mônica Carvalho e toda sua família que sempre estão por perto para me dar forças. Quero também agradecer à minha equipe da Unaf por todo carinho, os médicos Dra Karime Schelini, Dr William Mello e Dra Karla Lorena que cuidaram de mim  e toda equipe no hospital, todos bem preparados. Agora vou me recuperar ainda mais rápido em casa”, disse.

Após participar da diplomação do governador Mauro Mendes (UB), a primeira-dama Virginia Mendes voltou para a UTI. Ela recebeu liberação para acompanhar a cerimônia junto de sua equipe médica na noite de quinta-feira (15). 

Para você entender, na tarde deste domingo (11), Virginia Mendes, precisou ser hospitalizada em Cuiabá por conta da covid-19. Ela testou positivo para a doença na última sexta-feira (9). 

Já hospitalizada, a primeira-dama foi submetida a vários exames clínicos, laboratoriais e de imagens para descartar as principais causas de dor torácica aguda (as de origem cardíaca) e prováveis complicações cardiovasculares pós-COVID-19. Após a realização desses exames, foram descartadas as hipóteses cardiovasculares e iniciado a prova terapêutica medicamentosa obtendo melhora clínica da dor sendo  concluído o diagnóstico de Espasmos Esofagiano Difuso (EED), um diagnóstico diferencial extra-cardíaco, bastante frequente em pacientes com doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) e que se apresenta como  uma dor torácica , simulando uma dor precordial de origem cardíaca.

Nesta segunda-feira (12), a primeira-dama de Mato Grosso, foi encaminhada para acompanhamento médico em São Paulo, um dia após ser internada em Cuiabá.

Virginia passou por um procedimento cirúrgico para a retirada de um tumor no pâncreas em julho. Em outubro, ela retirou um Stent - um tubo que é colocado para desobstruir os dutos que levam a bile para o duodeno.