Terça-feira, 23 de Julho de 2024

AUTOMÓVEIS Segunda-feira, 26 de Junho de 2023, 14:33 - A | A

Segunda-feira, 26 de Junho de 2023, 14h:33 - A | A

Renault Duster ganhará nova geração no Brasil em 2025

Carros

Conjunto visual é bem diferente do Duster que conhecemos no Brasil
Reprodução/Autofácil

Conjunto visual é bem diferente do Duster que conhecemos no Brasil

A Renault prepara grandes mudanças para sua linha nos próximos anos. O Mégane deve retornar ao país como SUV 100% elétrico , Sandero e Logan deixarão de existir e serão substituídos por um SUV até 2024 e, para completar, o Duster ganhará uma geração completamente nova no ano seguinte, baseada no conceito Bigster .

O Bigster foi revelado em 2021 pela subsidiária romena Dacia, a mesma responsável pelo desenvolvimento e produção de Sandero , Logan e Duster . O conceito antecipou tendências visuais da marca, e deverá servir de base para a nova geração do Duster.

Não se sabe ainda se o Dacia Bigster chegará ao Brasil, mas a marca romena planeja seu lançamento na Europa
Divulgação

Não se sabe ainda se o Dacia Bigster chegará ao Brasil, mas a marca romena planeja seu lançamento na Europa

No Brasil, o Duster de terceira geração será o segundo modelo a utilizar a nova plataforma CMF-B, que estreará no novo SUV, ainda sem nome definido. O site espanhol Autofácil já revelou os registros das patentes do modelo, bem como também flagrou a novidade em testes na Europa.

O SUV deverá manter as dimensões bem próximas das atuais e com opção apenas de cinco lugares. A Dacia ainda pretende fabricar o Bigster, que seria um SUV de, no mínimo, 4,60 metros de comprimento, esse sim com opção de sete lugares.

Dacia Bigster deve ser lançado um ano após o novo Duster na Europa
Divulgação

Dacia Bigster deve ser lançado um ano após o novo Duster na Europa

Focando no Duster , o visual da novidade irá seguir os padrões impostos pelo conceito Bigster , com vincos bem pronunciados que dão a sensação de um veículo musculoso. Os acabamentos plásticos na base das portas, para-choques e ao redor das caixas de rodas, servem para reforçar o ar de robustez do modelo.

A motorização não vai fugir do 1.3 TCe , que já equipa o Duster atual e entrega 162 cv na gasolina e 170 cv no etanol , com 27,5 kgfm de torque. O câmbio será apenas automático , mas há rumores de que a Renault deixe de oferecer o CVT e passe a utilizar uma caixa automatizada de dupla embreagem .

Lanternas traseiras do Duster deverão ter formato de Y, e irão invadir a lateral, assim como no Bigster
Reprodução/Autofácil

Lanternas traseiras do Duster deverão ter formato de Y, e irão invadir a lateral, assim como no Bigster

Os colegas da Mobiauto apuraram que uma versão híbrida deverá ser oferecida por aqui, unindo o já conhecido propulsor 1.6 16v SCe a um motor elétrico. Para melhorar a eficiência, o quatro cilindros aspirado funcionaria no ciclo Atkinson e entregaria, no máximo, 150 cv de potência combinada . Seria esse o rival do Toyota Yaris Cross híbrido ?

O Duster é oferecido com preços entre R$ 112.590 e R$ 145.990 , e a versão híbrida deverá ocupar a faixa de valores pedida pelo Renault Captur (R$ 152.790 e R$ 167.390), que não teve o fim da produção anunciado , mas já se encaminha para deixar o mercado.

Fonte: Carros