Sábado, 18 de Maio de 2024

AUTOMÓVEIS Terça-feira, 15 de Novembro de 2022, 15:01 - A | A

Terça-feira, 15 de Novembro de 2022, 15h:01 - A | A

Setor de motoristas por aplicativos atinge 1,5 milhão de brasileiros

Carros


Atualmente, pelo menos 1,5 milhão de brasileiros têm como fonte de renda, o transporte de passageiros por aplicativos, aponta o IPEA.
Divulgação

Atualmente, pelo menos 1,5 milhão de brasileiros têm como fonte de renda, o transporte de passageiros por aplicativos, aponta o IPEA.

O crescimento na demanda por serviços de entrega (delivery) e por transporte individual por aplicativos, criou uma classe de trabalhadores que rodam todos os dias pelas ruas das cidades do Brasil.

O número de brasileiros que trabalham nesta modalidade cresceu 979,8% entre 2016 e 2021 , segundo pesquisa realizada pelo IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Atualmente, pelo menos 1,5 milhão de brasileiros têm como fonte de renda, o transporte de passageiros por aplicativos, aponta o IPEA.

Em paralelo, a UBER declarou ter gerado valor de R$ 36 bilhões para a economia brasileira em 2021 , de acordo com relatório da consultoria britânica Public First, encomendado pela empresa.

Apesar de tantas oportunidades para quem quer ingressar nesse mercado, os juros altos e o crédito reduzido podem ser um problema para os profissionais que precisam de um ativo (carro ou moto) para trabalhar.

Trazendo soluções arrojadas e inovadoras, a startup Hunter, gestora de frota de veículos para motoristas de aplicativos, vem revolucionando o segmento de locação para esses profissionais, desde 2019, quando foi fundada por quatro empresários, de DNA 100% brasileiro.

A empresa admite ainda o ingresso de investidores, que podem participar do negócio, agregando seus carros ou com recursos próprios, que são direcionados para a aquisição de mais veículos, garantindo um retorno recorrente e diferenciado aos seus investidores.

Através de uma operação qualificada e integrativa, a startup propõe a abertura de novas portas para o futuro da mobilidade urbana e para a liberdade financeira daqueles que se juntarem ao seu movimento.

Fonte: IG CARROS