Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

CIDADES Sexta-feira, 23 de Junho de 2023, 08:31 - A | A

Sexta-feira, 23 de Junho de 2023, 08h:31 - A | A

REGISTRADA EM CARTÓRIO

Governo entrega escrituras para famílias que aguardavam regularização há 40 anos

DA Redação do O Bom da Notícia com Assessoria

O Governo de Mato Grosso entregou na manhã desta quinta-feira (22) 144 escrituras de imóveis para famílias que aguardavam a regularização fundiária há 40 anos. A entrega foi realizada pelo Intermat no distrito de Santa Elvira, em Juscimeira (a 162 km de Cuiabá).

"Eu, meus filhos e meu marido, que infelizmente faleceu, aguardávamos por isso há 40 anos. É uma sensação muito boa estar com essa escritura em mãos", diz Creuza Lopes, de 68 anos, ao receber o título.

Já Paula Santos, de 38 anos, explica que nunca viu um Governo do Estado olhar e cuidar para comunidades como a dela. "Nasci aqui e só agora vejo um Governo que olha para a gente. Foram oito anos aguardando e chega a ser emocionante. Essa entrega é um presente enorme não só para mim, mas para os moradores de Santa Elvira", contou Paula.

O Prefeito de Juscimeira, Moisés do Santos, afirma que a entrega de escrituras desta quinta-feira é o exemplo de que o Governo de Mato Grosso olha para todos os 141 municípios do Estado e desenvolve ações para melhorar a qualidade de vida dos mato-grossenses.

"Hoje é um dia de muita felicidade para a comunidade de Santa Elvira e o município de Juscimeira. A entrega desses títulos era um desejo antigo da população, por isso agradeço ao Governo de Mato Grosso por olhar para todo o Estado e estar realizando esta ação aqui hoje", explica o prefeito.

Os 144 títulos entregues fazem parte de uma ação de duas etapas. Nas próximas semanas, outras 140 famílias do distrito de Santa Elvira também serão beneficiadas com as escrituras.

"É uma ação que dá muita satisfação para nossa equipe. São famílias que estão há 40 anos aguardando por esse título, por esse momento de ter segurança jurídica e social. Realizamos esses sonhos para que as famílias tenham seus bens protegidos", diz o presidente do Intermat, Francisco Serafim.