icon Quinta-feira, 17 de Junho de 2021

POLÍCIA Quarta-feira, 18 de Dezembro de 2019, 09:36 - A | A

MUNDO CÃO

Mulher confessa que relacionamento com ex e deboches a motivou matar vizinha a facadas

O Bom da Notícia

Policiais da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande esclareceram um crime de tentativa de homicídio em que uma mulher foi atingida com mais de 20 golpes de faca. 

 

As investigações apontaram a suspeita, Suellen Leite Barro, 24 anos, como mandante do crime e Alibil do Nascimento Junior como executor do atentado.

 

Os suspeitos e a vítima eram vizinhos e conhecidos de infância. O crime teria motivação passional, uma vez que a vítima estaria tendo um relacionamento com o ex-companheiro da mandante do crime. 

 

Suellen, que estava com a prisão preventiva decretada pela Justiça teve a ordem judicial cumprida, nesta terça-feira (17), quando se apresentou na Delegacia da Mulher de Várzea Grande. 

 

No interrogatório, nesta terça, Suellen acabou confessando o crime sob o argumento que a vítia, após iniciar o relacionamento com seu ex-companheiro, passou a fazer deboches na vizinhança, fato que teria motivado o atentado.

 

O suspeito, Alibil, também foi preso por força de mandado de prisão preventiva, na noite de sexta-feira (13), em ação conjunta entre a Delegacia da Mulher e Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande (Derf-VG).

 

O crime

 

O crime ocorreu no dia 14 de novembro em uma região de mata no bairro 23 de setembro em Várzea Grande. Na ocasião, a vítima, K.A.S.P. foi atingida com mais de 20 facadas na região do tórax, rosto e barriga. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e encaminhou a vítima ao Pronto-Socorro de Várzea Grande, onde ela recebeu atendimento, conseguindo sobreviver aos ferimentos.

 

Segundo o delegado, Cláudio Alvares de Sant’Ana, as investigações iniciaram tratando o caso como uma suposta tentativa de feminicídio, porém ao longo das diligências foram descobertas novas evidências levando os trabalhos para outro rumo, com motivação passional.

 

De acordo com as investigações, a vítima estava mantendo um relacionamento amoroso com o ex-companheiro de Suellen. A suspeita inconformada com o fim do relacionamento de 11 anos, o qual gerou uma criança atualmente de 4 anos, convidou o comparsa Alibil (que também é seu ex-companheiro) para a empreitada criminosa.

 

Na data do crime, os suspeitos seguiram a vítima na volta do trabalho, praticando o atentado próximo a região conhecida como “Zero KM”, em Várzea Grande.

 

Questionado, o suspeito confessou a prática do crime e afirmou que a sua intenção era roubar a vítima, contudo tentou matar a vítima, pois acreditou que seria reconhecido.



Imprimir

Comentários