Quarta-feira, 29 de Maio de 2024

POLÍTICA NACIONAL Sexta-feira, 18 de Novembro de 2022, 10:01 - A | A

Sexta-feira, 18 de Novembro de 2022, 10h:01 - A | A

Grupo de trabalho sobre o Código de Mineração ouvirá representantes do governo e de empresários

Câmara dos Deputados

Amarildo Gomes/Divulgação/AG. Pará
Extração de minério em Carajás, no Pará
Extração de minério em Carajás, no Pará

O Grupo de Trabalho sobre o Código de Mineração realiza duas audiências públicas na próxima semana. Na terça-feira (22) serão ouvidos representantes de órgãos governamentais, e na quarta (23), será a vez de representantes de cooperativas e empresários do setor.

O grupo foi criado pela Câmara dos Deputados para elaborar proposta de atualização do código.

"Entendemos essencial fomentar amplo debate com o maior número de instituições vinculadas ao setor mineral, sobretudo do setor público, com a finalidade de obter os subsídios necessários para a proposição de um novo marco regulatório", disse o relator do grupo, deputado Joaquim Passarinho (PL-PA), ao propor as audiências.

"O debate com órgãos públicos possibilita o resgate da memória institucional do setor, além de abrir espaço para a apresentação dos principais problemas da atualidade sob o ponto de vista dos responsáveis pelo planejamento, regulação e regulamentação da mineração, pela concessão de títulos minerários, pela fiscalização de infrações, pela pesquisa geológica, pelos processos ambientais, entre outros procedimentos essenciais à atribuição de direitos minerários", disse Joaquim Passarinho.

Terça
Para o debate de terça, foram convidados para o debate representantes do Ministério de Minas e Energia, do Ministério do Meio Ambiente, da Agência Nacional de Mineração (ANM), do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A audiência está marcada para as 15 horas, no plenário 13.

Quarta
Para a audiência de quarta, foram convidados, entre outros, representantes da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), da Associação Brasileira da Indústria de Rochas Ornamentais (Abirochas) e do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas).

Esse debate está marcado para as 14 horas, no plenário 8.

Da Redação
Edição – Pierre Triboli

Fonte: Câmara dos Deputados Federais