Sábado, 18 de Maio de 2024

POLÍTICA NACIONAL Sexta-feira, 11 de Novembro de 2022, 17:02 - A | A

Sexta-feira, 11 de Novembro de 2022, 17h:02 - A | A

Moraes amplia ordem de desbloqueios da vias para todo o país

Política Nacional

Alexandre de Moraes
Antonio Augusto/Secom/TSE - 02.10.2022

Alexandre de Moraes

O ministro Alexandre de Moraes , do Supremo Tribunal Federal (STF), ampliou, para todo o país, a ordem de desbloqueios de vias obstruídas por manifestações antidemocráticas .

"A persistência de atos criminosos e antidemocráticos em todo país, contrários à Democracia, ao Estado de Direito, às Instituições e à proclamação do resultado das Eleições Gerais de 2022 pelo TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL, recomenda a EXTENSÃO DA DECISÃO CAUTELAR A QUAISQUER FATOS DESSA NATUREZA EM CURSO EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL, para que sejam imediatamente tomadas, pela POLÍCIA FEDERAL, pela POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL e pela POLÍCIA MILITAR DOS ESTADO", diz trecho da determinação do magistrado.

Segundo a decisão, as polícias devem tomar medidas para a “imediata desobstrução de todas as vias e locais públicos que, ilicitamente, estejam com seu trânsito ou acesso interrompido”.

As corporações devem, ainda, mandar desfazer os pontos de concentração de manifestantes em “acostamentos, calçadas, logradouros públicos”.

O ministro determinou a aplicação de multa de R$ 100 mil por hora aos proprietários e a empresas e pessoas que apoiam os manifestantes.

"DETERMINANDO-SE AINDA QUE TODOS OS VEÍCULOS SEJAM IDENTIFICADOS E QUE SEJA APLICADA A MULTA HORÁRIA DE R$ 100.000,00 (CEM MIL REAIS) prevista na decisão de 31/10/2022 (doc.2769) aos proprietários dos veículos, bem como IDENTIFICADAS AS EMPRESAS E PESSOAS que incorrem no descumprimento da decisão", escreveu Moraes.

O ministro pediu ainda que o documento seja encaminhado com urgência aos governadores, procuradores, comandantes e diretores da Polícia Federal e Rodoviária.

"Intime-se com urgência, inclusive por meios eletrônicos, o Diretor- Geral da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal ; os Governadores, os Governadores dos Estados e do Distrito Federal, os Procuradores-Gerais de Justiça e os Comandantes das Polícia Militares de todos os Estados-membros e do Distrito Federal".

A decisão desta sexta-feira (11) é uma extensão da determinação do dia 31 de outubro, data em que as manifestações contra o resultado das eleições 2022 foram iniciadas. Na ocasião, o magistrado ordenou que a PRF (Polícia Rodoviária Federal) desobstruísse imediatamente as rodovias paralisadas por caminhoneiros e fixado a multa de R$ 100 mil pelo descumprimento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política