Sábado, 25 de Maio de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2022, 10:22 - A | A

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2022, 10h:22 - A | A

FECHANDO O CERCO

Araújo consegue a adesão de 14 deputados para pedido de intervenção na Saúde de Cuiabá

Da Redação do O Bom da Notícia

Já são 14, o número de assinaturas colhidas pelo deputado progressista, Paulo Araújo, para que ocorra uma intervenção do Estado, na Saúde de Cuiabá. De acordo com o parlamentar estadual, é necessário que o governo intervenha na Saúde da capital, como forma de reorganizar a unidade que tem a responsabilidade dos casos de média e a alta complexidade.

Para Araújo, desde 2018, o Município, por meio de sua secretaria, vem precarizando o atendimento. Com denúncias contínuas de falta de médicos, insumos, medicamentos e, sobretudo, atrasos nos pagamentos dos profissionais.

Assim, o deputado acredita que para mudar este cenário será preciso, que à exemplo da Santa Casa, hoje hospital estadual, que o governo assuma, igualmente, a unidade responsável por este tipo de atendimento à população.

"Colhemos várias assinaturas de deputados, estou aguardando juntada de alguns documentos para poder protocolar este pedido", ao apontar que já estaria encaminhando ofício ao Estado, solicitando ao governador Mauro Mendes, a intervenção.

Ao ainda ressaltar que há outros colegas de Casa que se mostraram interessados em, igualmente, assinar o requerimento. Contudo, ainda estariam em viagem por conta do recesso de fim de ano. "Sabemos que há anos o sistema está em crise; se o prefeito fosse um pouquinho mais responsável com a saúde, ele viria a público e reconheceria que perdeu o controle".

Só para lembrar - bem, recentemente, o deputado progressista deixou vazar uma fala em plenário -, revelando seu ressentimento contra Emanuel Pinheiro(MDB).

Ao apontar à colegas de parlamento que foi duramente perseguido pelo prefeito da capital nas eleições de outubro, quando foi reeleito com mais de 24 mil votos. E, claro, deixando vir à público, uma queda de braço eleitoral dura que, muito possivelmente, deixará máculas entre os dois agentes políticos.

Também vale rememorar que já tramita na Corte de Justiça de Mato Grosso, pedido de intervenção protocolado pelo Ministério Público Estadual contra o caos na saúde de Cuiabá.