Quarta-feira, 29 de Maio de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 24 de Novembro de 2022, 08:55 - A | A

Quinta-feira, 24 de Novembro de 2022, 08h:55 - A | A

FECHANDO O CERCO

Audiência na Assembleia Legislativa discute asfaltamento de onze bairros de Cuiabá

Da Redação do O Bom da Notícia /Com Assessoria

(Foto: Ilustração/AL-MT)

AUDIÊNCIA AL-11 BAIRROS CUIABÁ 1.JPG

 

A Assembleia Legislativa realizou na noite de quarta-feira (23) audiência pública para discutir a responsabilidade do governo do estado e da Prefeitura de Cuiabá sobre a pavimentação de onze bairros da capital.

Atualmente há um entrave no início das obras que levarão asfalto a esses locais, pois falta definir se a execução caberá ao município ou ao estado. O debate foi requerido pelo deputado estadual Elizeu Nascimento (PL).

A representante da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística (Sintra/MT) e superintendente de Gestão de Pavimentação Urbana da Sinfra, Keith Prado, garantiu que o executivo estadual já possui todas as condições para iniciar o asfaltamento dos bairros, mas que depende de autorização da Prefeitura de Cuiabá para concluir o processo. O executivo municipal não enviou representante à audiência. 

“O processo licitatório está pronto, mas não recebemos anuência da prefeitura para iniciar as obras”, afirmou Keith Prado. Ela explicou que estão reservados R$ 56 milhões para asfaltar os bairros Jardim Fortaleza, Novo Tempo, Parque Amperco, Novo Milênio, Campo Verde, Planalto, Jardim Aroeira, Novo Horizonte, Osmar Cabral, Tancredo Neves e Alto Boa Vista. A superintendente ainda apresentou um documento que, segundo ela, liberaria o andamento do processo caso seja assinado pelo prefeito Emanuel Pinheiro.

Presidentes de bairro, moradores e vereadores presentes defenderam que o chefe do executivo municipal dê a anuência. “Vamos convencer Emanuel Pinheiro. É preciso deixar as diferenças políticas de lado, quem sofre lá na ponta somos nós sem asfalto”, argumentou o presidente do bairro Alto Boa Vista, Domingos Amadeu. “Peço para o prefeito, se a necessidade é só assinar, que assine. O governador já avisou que tem dinheiro”, disse o presidente do bairro Jardim Aroeira, Wemerson Teodoro. 

O vereador de Cuiabá, Dilemário Alencar (Podemos), defendeu a mobilização dos moradores dos onze bairros. “São quase 40 mil pessoas para convencer o prefeito”, assegurou. O deputado Lúdio Cabral (PT) ressaltou que bairros foram ficando para trás com o tempo e garantiu que se unirá à luta para realizar as obras. “O problema é só assinatura, não é dinheiro, nem projeto, nem licitação”, destacou.

Moradora do bairro Alto Boa Vista, Zenilde Pereira coelho, pediu agilidade na resolução do problema. “Já se vão 25 anos de lutas e esperanças, nós queremos asfalto, uma condição melhor de vida, pagamos impostos, nós merecemos”, suplicou. “Sofremos com lama quando chove e poeira quando não chove. São 25 anos padecendo”, disse o presidente do bairro Amperco Juscelino da Silva Campos.

Requerente da audiência pública, o deputado Elizeu Nascimento (PL) declarou que fará um documento para recolher a assinatura de todos os deputados estaduais pedindo que o prefeito de Cuiabá autorize o Governo do Estado a realizar as obras. “São obras de relevância, que vão mudar a vida das comunidades. Os políticos têm de ter comprometimento e responsabilidade com a população”, reforçou o parlamentar. Ele solicitou aos moradores que também façam um abaixo assinado. Nascimento afirmou ainda que pode levar a discussão para outras instâncias caso o governo estadual e a prefeitura não se entendam.