Sábado, 25 de Maio de 2024

POLÍTICA Sexta-feira, 05 de Abril de 2024, 10:24 - A | A

Sexta-feira, 05 de Abril de 2024, 10h:24 - A | A

NO FIM DA JANELA PARTIDÁRIA

Bezerra avalia como positivo trabalho do MDB por filiações, mas teme divergências com base aliada

Da Redação do O Bom da Notícia

Chegando o fim do prazo da janela partidária, o presidente estadual o MDB em Mato Grosso, ex-deputado federal Carlos Bezerra, avalia como positivo o trabalho que o MDB está fazendo em todos os municípios mato-grossenses com foco nas eleições municipais deste ano.

Segundo ele, todos estão trabalhando em conjunto por mais filiações e a viabilização de candidaturas consistentes, com chances reais para o pleito que se aproxima.

Mas advertiu que faltou diálogo entre a base aliada no estado como um todo para evitar atritos maiores no decorrer do processo eleitoral.

“O MDB está fazendo um belo trabalho para as eleições municipais deste ano. Todos estão trabalhando em conjunto, os deputados estaduais, o deputado Juarez, a Janaina, todos estão fazendo filiações. Vamos ter candidatos em cerca de 50 municípios pelo menos e em várias cidades-polo importantes como Rondonópolis, Várzea Grande, Sorriso, Pontes e Lacerda e Cáceres, com chances reais de ganhar a eleição. No entanto, nos preocupa o modo como foi encaminhado esse processo em Mato Grosso. O MDB pediu várias vezes que a base aliada se reunisse para discutir município por município, para não termos atrito maior. No entanto, por conveniência, isso não foi feito e nos últimos dias nós vimos no Estado um contra o outro, como se fosse adversários. Isso é muito ruim politicamente, mostra a irresponsabilidade e a incompetência dos políticos de Mato Grosso. E isso vai gerar consequência futura para a base aliada, muita mágoa, muita querela está ficando aí acumulada para se resolver a engenharia numa eleição futura. Fica aqui o protesto do MDB contra essa forma incompatível, desapropriada de fazer política”, disparou o presidente.

Ainda, conforme Bezerra, a política do cada um por si é equivocada e desagrega. Para ele a forma ideal de fazer uma política consistente e de bons resultados é com consenso e união, que considera fundamental para construção de uma base aliada forte.

“Não se faz política assim. Política se faz com duas mãos, com conversação, com articulação política competente e bem feita, não empurrando um contra o outro como se estivesse numa guerra. Essa é a posição do MDB”, finalizou.