Domingo, 19 de Maio de 2024

POLÍTICA Terça-feira, 27 de Dezembro de 2022, 10:10 - A | A

Terça-feira, 27 de Dezembro de 2022, 10h:10 - A | A

XADREZ POLÍTICO

‘Com fim da minha inelegibilidade no TSE configuração da Assembleia muda', diz ex-prefeito

Evelyn Souza/ O Bom da Notícia

Em entrevista à Rádio Capital FM, nesta última segunda-feira (26), o ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, Gilberto Mello (PL), assegurou que aguarda ansioso pelo julgamento que validará os seus votos para deputado estadual.

Vale lembrar, que Melo obteve 7.260 votos para deputado estadual.

Gilberto salientou que caso seja aprovada a sua candidatura ‘a configuração da Assembleia Legislativa mudará'.

“Pois é ainda estou com o registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral e já começou a votação online, onde Ricardo Lewandowski já deu o primeiro voto favorável ao meu registro, mas como era online e mudaram para presencial, eu não sei que dia será retomado esse julgamento. Espero que seja logo, pois aprovando meus votos, muda a configuração da Assembleia Legislativa. Porém, estou ciente que esses julgamentos são muito demorados, como aconteceu com o Neri Geller, que o julgamento só ocorreu no final de seu mandato”, disse

Em novembro, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ricardo Lewandowski, retirou de pauta a ação que poderia tirar a vaga do presidente da Câmara de Vereadores da capital, Juca do Guaraná (MDB), da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).   

A retirada do julgamento virtual ocorreu no mesmo dia em que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), havia cobrado o MDB uma articulação junto aos membros do TSE para evitar que a sigla perca a vaga de Juca do Guaraná.

O julgamento havia iniciado após o voto de Lewandowski, que afastou a inelegibilidade do ex-prefeito de Chapada dos Guimarães, e caso o entendimento se mantenha, será deferido o registro de candidatura de Gilberto Mello (PL), o que pode resultar na validação dos 7.260 votos para deputado estadual, e consequentemente favorecer o atual deputado Delegado Claudinei (PL), que assumiria a vaga de Juca do Guaraná (MDB).