Segunda-feira, 22 de Julho de 2024

POLÍTICA Segunda-feira, 30 de Outubro de 2023, 08:57 - A | A

Segunda-feira, 30 de Outubro de 2023, 08h:57 - A | A

AVANÇOS

Cuiabá discute o programa BID Pantanal nesta segunda na Assembleia Legislativa

Da Redação do Bom da Notícia com Assessoria

Cuiabá será a oitava cidade de Mato Grosso a discutir o programa BID Pantanal que dispõe de recursos da ordem de US$ 100 milhões para atender doze cidades do estado que têm relação com o pantanal mato-grossense: Cuiabá, Cáceres, Livramento, Chapada dos Guimarães, Jangada, Barão de Melgaço, Várzea Grande, Acorizal, Santo Antônio, Rosário Oeste, Nobres e Poconé. Está dividido em quatro eixos: renda, saneamento, educação e infraestrutura. 

O programa visa a criação de políticas estruturantes para geração de renda no campo através do desenvolvimento da agricultura familiar. Também a preservação de recursos hídricos e na produção sustentável com ações voltadas ao saneamento básico para evitar a contaminação do lençol freático e das águas superficiais, e investimentos em infraestrutura para o escoamento da produção.

O BID Pantanal é um programa do Governo Federal financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento, sob gestão do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), executado por municípios e Arranjos Produtivos Locais. 

A aplicabilidade do dinheiro é discutida  a partir de visitas técnicas feitas por técnicos do Mapa aos poderes Executivo e Legislativo  municipais e de audiências públicas promovidas pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Nelas, a população local pode apresentar demandas e cobrar soluções. 

As audiências são coordenadas pelo deputado estadual Wilson Santos (PSD).

"Nestes encontros discutimos demandas e auxiliamos os municípios a apresentarem sustentáveis aos MAPA. Eles faram parte de uma carta proposta que será entregue ao BID em janeiro de 2024. A expectativa é de que,s e aprovados, os recursos sejam liberados ao final do primeiro semestre do ano que vem."

Nesta segunda-feira (30), o BID Pantanal será discutido na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, a partir das 19h, com foco na cidade de Cuiabá, capital do Estado.  O encontro será no Auditório Milton Figueiredo.