Sábado, 25 de Maio de 2024

POLÍTICA Quinta-feira, 07 de Março de 2024, 15:13 - A | A

Quinta-feira, 07 de Março de 2024, 15h:13 - A | A

UNIÃO DE ESFORÇOS

'Vou conversar com todos que queiram o bem de Cuiabá', diz Stopa sobre diálogo com o governador

Evelyn Siqueira/ Luciana Nunes/O Bom da Notícia

Durante cerimônia de posse na Câmara Municipal no cargo de prefeito de Cuiabá nesta terça-feira (05), José Roberto Stopa (PV) afirmou que continua acreditando no fim do imbróglio sobre o VLT Cuiabano (Veículo Leve sobre Trilhos). Evitando, contudo, opinar em relação às obras em andamento do Bus Rapid Transit (BRT).

“A questão do BRT e VLT eu acredito no VLT, mas agora já existe uma decisão e o BRT está acontecendo! Contudo, admito, que este vai ser um dos assuntos que preciso me aprofundar, mas que fique claro que vou conversar com todos que queiram o bem para Cuiabá”, disse.

Stopa também garantiu que irá buscar o apoio do governador, Mauro Mendes (UB), já que como gestor estadual tem obrigação de ajudar todos os municípios do estado. 

“Se for necessário, sim, claro! O governador tem por obrigação, pois ele é governador do estado de Mato Grosso e Cuiabá faz parte de Mato Grosso, então, vou procurar o governador, os deputados, ou seja vou procurar todos que queiram contribuir com Cuiabá”, pontuou.

O discurso também está sendo adotado pela esposa e atual primeira-dama, a psicóloga Marialice Mundim, que admitiu que não possui nenhuma resistência em procurar a primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, e conversar sobre os projetos sociais implementados por ela no estado e trazê-los para a capital, como o SER Família Aconchego, Ser Família Habitação, Ser Família Inclusão, dentre outros.

"Fiquei sabendo ontem  que eu virei primeira-dama, estava trabalhando, ainda não sei de nada, mas se tiver que conversar com qualquer pessoa para trabalhar em prol de Cuiabá, tenho certeza que vou. Não tenho problema com ninguém, pelo contrário minhas relações interpessoais são ótimas e irei prezar isso com meu marido",disse Marialice.

Vale lembrar que esse é o segundo afastamento contra Emanuel, inclusive, em decisão assinada pelo desembargador Luiz Ferreira da Silva. Pinheiro chegou a ser afastado do comando do Executivo municipal no dia 19 de outubro de 2021, no âmbito da Operação Capistrum por supostamente usar contratações temporárias como moeda de troca política junto à Câmara. 

O prefeito foi alvo da operação do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) da Procuradoria-Geral de Justiça, que investigou atos ilícitos na Secretaria Municipal de Saúde. Ele retornou ao cargo por decisão do mesmo magistrado que reformou a decisão, ao acatar novo recurso.

Quanto a esta última medida judicial, o Tribunal de Justiça informou que o prefeito pode ingressar com Agravo Interno na Turma de Câmaras Criminais Reunidas do TJMT. Ele tem prazo de 15 dias para interpor recurso após ser intimado. O processo tramita em segredo de Justiça.