Domingo, 21 de Julho de 2024

POLÍTICA NACIONAL Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2023, 19:02 - A | A

Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2023, 19h:02 - A | A

Grupo Parlamentar Brasil-Israel inicia os trabalhos

Agência Senado

O senador Carlos Viana (Podemos-MG) foi eleito presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Israel, instalado nesta terça-feira (28). Também foram eleitos o 1º vice-presidente, senador Alan Rick (União-AC); o 2º vice-presidente, senador Jaques Wagner (PT-BA); e a 3ª vice-presidente, deputada Greyce Elias (Avante-MG). Esta foi a primeira reunião do grupo, que aguardava instalação desde 2019.

— Nos últimos anos, os dois países estreitaram laços que, apesar de estabelecidos há bastante tempo, ainda têm potencial para gerar ações práticas mais contundentes no âmbito da cooperação econômica e política. Assim, o próprio surgimento do Grupo Parlamentar Brasil-Israel constitui um passo importante no esforço empreendido pelos dois países em tempos recentes, pois acrescenta uma dimensão mais robusta e pragmática às boas relações entre as nações amigas — disse Carlos Viana.

O embaixador de Israel no Brasil, Daniel Zohar Zonshine, afirmou estar honrado por receber a amizade e o carinho dos brasileiros e disse que o grupo é uma oportunidade para uma aproximação ainda maior entre as duas nações. Ele citou como áreas de interesse para a cooperação a economia, a agricultura, a defesa, a cultura e a ciência e tecnologia.

— Nós precisamos da ajuda de vocês para melhorar e para usar o potencial que temos nas relações entre os países para melhorar a vida aqui e lá em Israel. Foi mencionado aqui o potencial de Israel e saibam que parte desse desenvolvimento que temos é por causa de carência, por de falta de recursos naturais, de água. Tivemos que fazer mais esforços nas áreas de educação, de pesquisa e desenvolvimento e de inovação. A inovação pode ser uma ponte, pode ajudar muito nas ações entre nossos países — explicou.

Grupo

Instituído pela Resolução 35/2019, o Grupo Parlamentar Brasil-Israel tem a missão de incentivar e desenvolver as relações bilaterais entre os Poderes Legislativos dos dois países, além de contribuir para a análise, a compreensão, o encaminhamento e a solução de problemas. A adesão ao grupo é de iniciativa dos próprios parlamentares. Até a tarde desta terça-feira, faziam parte do grupo 14 senadores e 33 deputados, mas o número deve aumentar porque mais parlamentares anunciaram a intenção de aderir.

O senador Chico Rodrigues (PSB-RR), um dos autores do requerimento de criação do grupo, ressaltou as boas relações entre Brasil e Israel e disse acreditar na dedicação dos parlamentares que integram o colegiado.

— Tenho certeza de que os senadores e deputados que comporão esse grupo parlamentar haverão de desenvolver atividades muito profícuas em relação às visitas parlamentares, congressos, seminários, simpósios, permuta periódica de publicações e intercâmbio de experiências parlamentares. Isso é fundamental. Pela posição política que que vivemos no cenário internacional neste momento, essa relação deve cada vez mais se aproximar — afirmou o senador.

 O 1º vice do grupo, senador Alan Rick, afirmou que os dois países têm uma história bonita em comum e citou a brasileira Aracy de Carvalho (1908-2011), funcionária do consulado no Brasil na Alemanha até o início dos anos 1940. Ela foi agraciada pelo governo de Israel com o título de "Justa entre as Nações" pela ajuda que prestou a muitos judeus que, graças a ela, conseguiram entrar no Brasil fugindo do Holocausto.

Além do presidente e dos vice-presidentes, foram eleitos os secretários do grupo parlamentar: deputada Rosana Valle (PL-SP), 1ª secretária; senadora Professora Dorinha Seabra (União-TO), 2ª secretária; senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA), 3ª secretária; e deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), 4º secretário.

O regulamento do grupo deve ser votado na próxima reunião, ainda sem data marcada.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Agência Senado