Terça-feira, 16 de Julho de 2024

AGRO & ECONOMIA Sábado, 08 de Julho de 2023, 09:05 - A | A

Sábado, 08 de Julho de 2023, 09h:05 - A | A

SANIDADE ANIMAL

Indea prorroga prazo de vacinação obrigatória contra brucelose

O Bom da Notícia/com Assessoria

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea) ampliou em Mato Grosso o prazo da campanha de vacinação obrigatória contra a brucelose em bezerras de três a oito meses. Com a alteração, os pecuaristas terão até o dia 31 de julho para adquirir e providenciar a aplicação da vacina, e até o dia 02 de agosto para apresentar à autarquia o atestado de vacinação contra brucelose, emitido por médico veterinário. 

A prorrogação do prazo foi definida por causa da falta de vacina contra a brucelose em todo o País. Mato Grosso possui 34,3 milhões de bovinos e, segundo estimativa do Indea, aproximadamente quatro milhões desse número são bezerras na idade determinada para a vacinação contra a brucelose.

Segundo o coordenador de Sanidade Animal do Indea, João Marcelo Néspoli, a brucelose é uma doença perigosa e que traz prejuízos tanto para a saúde animal e pública. Na vaca pode causar aborto do feto e retenção de placenta depois do parto, e no touro pode ter uma inflamação nos testículos e ficar estéril.

“Nos humanos, se uma pessoa tomar um leite cru de vaca com brucelose ela pode adoecer. E quem lida diariamente com o animal está mais exposto à doença pelo contato com secreções e restos de parto e aborto de vaca doente, que tem grande quantidade de bactéria da brucelose”, relata o médico veterinário do Indea.

O produtor rural do estado que não vacinar fica sujeito a multa de 1 Unidade Padrão Fiscal (UPF/MT) por animal, no valor de R$ 229,76.

Para controlar essa doença, no Brasil, desde 2001, o criador de gado e de búfalo é obrigado a vacinar todas as fêmeas do rebanho entre três e oito meses de vida. Além de abater aqueles que estão comprovadamente doentes.