Quarta-feira, 29 de Maio de 2024

POLÍTICA NACIONAL Quinta-feira, 17 de Novembro de 2022, 08:31 - A | A

Quinta-feira, 17 de Novembro de 2022, 08h:31 - A | A

Moraes pede impeachment do ministro da Defesa à PGR

Política Nacional

O presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, se reúne com o ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira, e técnicos das Forças Armadas
Alejandro Zambrana/Secom/TSE

O presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, se reúne com o ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira, e técnicos das Forças Armadas

Nesta quarta-feira (16), o ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes pediu a Procuradoria-Geral da República (PGR) um posicionamento, em cinco dias, sobre o afastamento do general Paulo Sérgio Nogueira, ministro da Defesa. O pedido foi protocolado pelo deputado federal Marcelo Calero (PSD-RJ) na ação sobre milícias digitais .

Calero aponta no documento entregue ao STF que o ministro realizou manifestações que põem em dúvida a lisura das urnas e processo eleitoral.

"Abra-se vista dos autos à Procuradoria-Geral da República, para manifestação quanto ao requerimento formulado pelo Deputado Federal Marcelo Calero, no prazo de 5 (cinco) dias. Publique-se. Brasília, 16 de novembro de 2022", diz um trecho da decisão de Moraes.

Veja o vídeo publicado pelo deputado em que ele diz que pediu o afastamento do atual ministro da Defesa:

Um grupo de advogados também acionou o STF com pedido de impeachment contra o ministro por um suposto crime de responsabilidade. A ação cita uma nota na qual as Forças Armadas afirmam que o relatório em que confirma os dados da votação das eleições deste ano "não exclui a possibilidade da existência de fraude" nas urnas eletrônicas.

O pedido para que a PGR  realize uma busca e apreensão no gabinete e na residência oficial do ministro, além de o imediato afastamento do general. A ação tem como ideia provar a participação de Paulo Sérgio Nogueira nas "tratativas entre o referido Ministério e as Forças Armadas na prática de atos atentatórios à democracia brasileira".

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política